A VERDADEIRA APOSENTADORIA É O TRABALHO

Na semana passada eu escrevi um post sobre como você deve esquecer o que gurus de finanças pessoais, como Gustavo Cerbasi, tem a lhe dizer. Em geral, seus conselhos são vagos, unilaterais e olham apenas um lado da equação, que é reduzir seus custos. Hoje eu quer aprofundar um pouco mais sobre este assunto, principalmente sobre aposentadoria.

Se você está trabalhando de olho na aposentadoria do INSS ou do plano PGBL/VGBL que você paga todos os meses, pode ter certeza que sua aposentadoria será uma porcaria. Quando muito, você vai ter conseguido algum dinheiro acima da inflação e vai manter seu padrão de vida. Se você quer mesmo se aposentar com uma boa renda você deve esquecer a reforma previdenciária e os planos de previdência.

Hoje é muito fácil ter uma renda extra, alternativa. O difícil é criar a coragem de arriscar e parar de criar histórias para se enganar e achar que engana os outros. O famoso “não tenho tempo” é a maior enganação que você pode dizer aos outros e a si mesmo. O que falta é um pouco de dedicação para encontrar algo para fazer nas outras 8 horas em que você não está nem dormindo nem no seu trabalho principal.

Ter dois empregos, ou se dedicar a algo que você realmente acredita, aos olhos de terceiro parece sempre você está com problemas financeiros. E isso, imaginar que os outros podem achar que você está com dificuldades, lhe impede de tentar. Você se limita no seu crescimento pois se importa demais com a opinião dos outros. Qual é o problema de você trabalhar 8 horas por dia e, à noite, arrumar um outro turno? Você já pensou que pode dobrar o seu salário e guardar toda a grana extra para o futuro? Isso sim é uma aposentadoria.

Os “gurus” do mercado financeiro e das finanças pessoais vão dizer para você guardar 10-20% do seu salário para fazer uma poupança. Vamos às contas, então. A renda média do Brasileiro foi de R$ 1.226,00 por mês, segundo dados do iBGE. Vamos supor que você seja extremamente “minimalista” e consiga guardar 20% do seu salário, que seria R$ 245,20.

Se você guardar aplicar esse dinheiro em um Título que lhe renda 6% ao ano de ganho real (descontada a inflação) ao longo de 30 anos, no final deste período você terá arrecadado aproximadamente R$ 240 mil reais. O que se faz com isso? Bom, você poderá viver os próximos 30 anos de sua vida com uma renda de R$ 1.400 por mês. Legal, hein?

Agora, o que os caras que ganham dinheiro vendendo livro para você não dizem é que se você arranjar um novo emprego, ou desempenhar qualquer outra atividade que possa lhe dar, vamos supor, 50% da sua renda atual, seria possível ganhar muito mais do que isso. Quer ver?

Arrumando um segundo emprego de meio período, vamos supor que você ganhasse R$ 613,00 a mais por mês, você guardasse 100% deste salário na mesma aplicação com ganho real de 6%. Ao longo de 30 anos, você teria acumulado aproximadamente R$ 600,000.00. Isso são 2.5x mais do que a poupança anterior. Com esse montante, sua aposentadoria passaria para R$ 3.530,00 mês.

Com esta mesma poupança, você levaria 18 meses para ter o mesmo volume de dinheiro da primeira sugestão, a do Cerbasi. Caso você tenha disciplina o bastante e faça o que os “gurus” lhe recomendam e mais a minha sugestão, seu montante ao final de 30 anos seria de R$ 842 mil reais, o suficiente para se aposentar com uma renda mensal de quase R$ 5 mil.

Então, na próxima vez que você escutar alguém lhe recomendando guardar 10% do seu salário, lembre-se de que esta é a opção mais fácil, mas não quer dizer que é a melhor.

O trabalho é sempre a melhor aposentadoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 3 =