POISON

Na história da música, os anos 1980 são a casa do Glam Rock e do Glam Metal. São estilos musicais que surgidos após a era hippie dos anos 70 com uma pegada muito mais porrada. Voz aguda, guitarras excessivamente distorcidas, solos velozes e  muito, mas muito glitter. Assim era o estilo de música que dominou a década do Neon.

O Poison talvez seja uma das bandas que fez mais sucesso naquela época. Diferente de seus colegas do Mötley Crüe, Quiet Riot e Twisted Sisters, do quarteto da Pennsylvania. Liderado por Bret Michaels, a banda era popular pelas suas baladas, letras chicletes e paletós com ombreiras.

Uma das músicas que mais fizeram sucesso foi Unskinny Bop. Provavelmente você já a ouviu e nem sabia que era de uma banda de Glam Metal. E se você ver o clipe, nem consegue saber se são homens ou não que compõem aquela banda. Clássico da batida pegajosa, chegou a ficar 19 semanas no Top 3 da Billboard na década de 1990.

Mas os brutos também choram. Uma característica de todas as bandas que dominaram a Sunset Strip entre 1980 e 1990 foram as baladas românticas. Muitas delas era presença marcada nas festinhas americanas dos adolescentes brasileiros, trilhas sonoras de filmes e novelas. Aprender a tocá-las no violão era garantia de conquistar a gatinha da escola.

Apesar do jeito ogro dos rockeiros, eram essas baladas que colocam suas bandas nos topos, muitas vezes. No caso de Bret Michael, Rikki Rocket, Bobby Dall e C.C. DeVille, nenhuma música foi mais pedida que Every Rose Has Its Thorn.

Seja pelo visual, pelo som, ou pelo discurso de liberdade, a era do Glam Rock foi um marco na história da música. Hoje, 30 anos depois, estas bandas (cujos integrantes não morreram de overdose, acidente de carro, ou outras causas) se reunem para reviver os tempos de glória.

Para quem não conheceu, ainda bem que o Youtube está ai para nos fazer (re)conhecer o passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − um =