PARA EMPREENDER NO BRASIL É PRECISO SER MÁGICO

As ideias malucas (para não dizer imbecís) de nossos excelentíssimos políticos parece não ter fim. É claro o movimento anti-empresário e anti-empreendedorismo no país. Já temos uma das Leis Trabalhistas mais rígidas do mundo, que impede muitas práticas de bonificação por excelência e produtividade, nivelando todos os trabalhadores por baixo. Agora, para piorar, o Governo quer determinar a formação de quem entra nas empresas.

O Projeto de Lei do Senado 439/2015 quer estabelecer que somente seja possível contratar pessoas que sejam registradas no Conselho Regional de Administração para exercer cargos administrativos nas empresas privadas. Ou seja, será obrigatório ter formação técnica ou superior em Administração de empresas.

Não que eu seja contra a educação formal. Muito pelo contrário. Foi ela que me trouxe até aqui. Porém, também foi através dela que eu passei a perceber que nenhuma teoria vale mais do que a prática. E nosso país está repleto de exemplos, inúmeras Dona Maria e incontáveis Seu João, que muitas vezes, com pouca ou nenhum instrução, conseguiram um emprego e, aos poucos, evoluíram na carreira.

Entendo que, segundo o Sebrae 27% das empresas fecham no primeiro ano, e que um dos maiores motivos é a falta de planejamento. Mas o Governo deve ajudar o cidadão a empreender e não criar mais e mais barreiras para a criação de emprego.

Ao exigir formação em Administração para ocupar cargos administrativos, o Governo mata dois coelhos com uma canetada só. Em primeiro lugar, tornará ainda mais caro abrir empresas. Agora, todo empresário vai ter que pagar um salário mais alto para o profissional formado para ele exercer funções as quais não demandam conhecimento superior. Em segundo lugar, muitas pessoas deixarão de poder ser empregadas pois não tiveram oportunidade ou condições de, sequer, estudar no Ensino Básico e Médio, quiçá na educação Técnica ou Superior.

Esse Projeto de Lei é mais um exemplo do “idiota com atitude”. Sim, precisa ser muito idiota para limitar o emprego. E precisa ter muita atitude para transformar isso em Lei.

Se um Projeto destes for aprovado, estaremos mais perto de implantar no Brasil o regime de Cuba, aonde o Estado escolhe o que você vai estudar e, consequentemente, no que vai trabalhar.

1 thought on “PARA EMPREENDER NO BRASIL É PRECISO SER MÁGICO

  1. Quando se fala no regime de CUBA me levanta uma interrogação. Acho que muitas empresas já contratam um escritório de contabilidade, com medo da fiscalização, e a empresa não faliu. Mas quando tem um funcionário administrador, que não é muito diferente de supervisor ou um assessor, o empresário já começa a chorar e colocar a culpa no governo e na economia. Contrata alguém que pode com teoria e o que ele aplicar na prática vai ser lucro pra você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 8 =