5 MANEIRAS DE FAZER SUA EMPRESA VALER MAIS

Em época de dólar alto, muitas empresas brasileiras estão sendo assediadas por concorrentes ou investidores internacionais. As animosidades políticas que assolam o país têm fim. Mais cedo ou mais tarde, com impeachment ou sem, a máquina voltará a rodar. E, de olho nas oportunidades e preços baixos, muitos gringos estão indo (ou pelo menos se preparando) às compras no Brasil.

O valor de uma empresa é feito com base no fluxo de caixa que ela gera seu proprietário. Assim, para se precificar um negócio, analistas fazem projeções do que deve acontecer com ele nos próximos anos em termos de receitas, despesas, endividamento e investimentos. Os valores futuros que sobram para os investidores, são descontados por uma taxa de juros até a data presente. O seu somatório é o valor da empresa. Muitas são as variáveis que podem influenciar o desempenho de um negócio. Porém, atentando-se aos principais, você pode elevar o valor de sua empresa. Veja abaixo 5 formas de se preparar e fazer seu negócio valer mais.

1 – Aumente as receitas

Não é nenhuma descoberta fenomenal. Mas quanto mais a empresa vende, mantida todas as demais variáveis constantes, mais ela deverá valer. Procure elevar as vendas sem prejudicar demais o custo operacional da empresa. Melhores campanhas de marketing, venda de material que seria jogado no lixo, ou até mesmo incorporação de produtos/serviços que não representem custos fixos a sua estrutura. Muitos negócios são avaliados como múltiplos do faturamento. Então, quanto maior foi a receita da empresa, mais valor ela terá.

2 – Reduza as despesas

Não dá para dizer o que é mais importante: elevar receitas ou reduzir despesas. Mas, desde que o lucro se eleve sem prejudicar o core business do negócio, isso trará mais valor para seu negócio. O importante aqui é preocupar-se com a qualidade do produto ou do serviço. Fazer uma limpa e demitir os funcionários mais valiosos pode ser um tiro no pé. Seus salários são altos pois têm algo a agregar à empresa. Da mesma forma, ao trocar um componente por outro mais barato corre-se o risco de piorar a qualidade do produto, reduzindo, consequentemente as vendas. O foco aqui é eficiência: evitar desperdícios e retrabalho. Máquinas mais novas que consomem menos energia e produzem mais, terceirização e troca de frota própria por aluguel podem ser saídas que melhorem a linha do lucro. Consequentemente, o comprador pagará um valor mais alto pela sua empresa.

3 – Receba antes…

Como foi falado, a análise do valor da empresa é com base no fluxo de caixa livre que ela gera para seu proprietário. Se você não conseguiu reduzir os custos ou elevar a receita, procure receber antes do seu cliente. Ao vender hoje e receber em 45 dias, você cria um buraco no fluxo de caixa. Quanto antes esse recurso financeiro entrar, mais sobrará no fluxo para até melhorar pagamentos aos fornecedores, por exemplo, conseguindo mais descontos. Como diz o ditado, “mais vale um na mão do que dois voando”. Em finanças, melhor R$ 1,00 hoje do que R$ 1,05 amanhã.

4 – … E pague depois

Em época de crise, as empresas estão mais preocupadas em receber do que quando receber. Então, utilize o poder de barganha e peça mais prazo para os fornecedores. Quanto mais você conseguir pagar amanhã, mais sobrará no caixa hoje, elevando o valor do seu negócio.

5 – Venda mais rápido

Um grande problema de muitas empresas é o estoque excessivo. Além de o dinheiro estar parado, corre-se o risco de material excedente ficar obsoleto. Sendo assim, aplicação de técnicas de administração de estoque são imprescindíveis para aumentar o valor da empresa. Quanto menor o estoque, mais dinheiro se tem em caixa e, consequentemente, mais valerá sua empresa. Só não pode trabalhar tão justo que o cliente apareça na sua porta para comprar e escute o famoso “está em falta.” Aquela venda estará perdida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − três =